quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Compre uma só vez... BERÇO

Para quem tem certeza que não vai parar no primeiro filho, seguem minhas dicas de "COMPRE UMA SÓ VEZ".

Nesse caso, vale mais a pena comprar o melhor, e reaproveitar pro(s) próximo(s) do que ficar comprando 2 ou 3 vezes porcaria...


BERÇO

Quando a futura mamãe for começar as pesquisas, verá que existem MUITOSSS modelos no mercado... E os preços variam entre R$ 300,00 e R$ 3.000,00... Sendo que não necessariamente o mais caro é o de melhor qualidade.


Quando fui comprar o berço do João (meu primeiro filho), já sabia que ele seria um menino... mas achei importante que o móvel fosse "clássico e atemporal" ou seja, que combinasse com o quartinho dele, mas que se eu precisasse usar 10 anos pra frente com outro(s) filho(s), ele continuaria combinando com qualquer outra decoração...


Linhas retas, poucos detalhes, padrões de segurança como distância das grades, altura do colchão junto com o estrado, e etc.... foram itens essenciais. Junto com isso tudo, fiz questão que o berço fosse de madeira maciça, e não em MDF... e laqueado de branco fosco com tinta não tóxica.


Os berços em MDF tendem a ser mais frágeis, e quando o bebê começa a ficar em pé, tentar andar, pular a grade... eles vão afrouxando, e estragando aos poucos...


Claro que o berço do João ficou cheio de marca de "dentinhos"... mas nada que a gente não consiga ajeitar com uma mão de tinta.


O Colchaozinho, teremos que comprar um novo... porque teve xixi vazando... cocô... as mudanças de casa tb fizeram ele ficar ensacado muito tempo... enfim.. precisa mesmo de um novo pro Felipe! E o Kit berço, óbvio, também!



SOBRE MEDIDAS RECOMENDADAS:


Algumas medidas são extremamente importantes. A grade lateral do berço deve ter, no máximo, um espaçamento de 6,5 cm, para evitar que o bebê coloque a cabeça no vão. O Inmetro determina ainda que entre o estrado e as laterais do berço a distância não deve ultrapassar 2,5 cm. Assim, a criança não corre o risco de prender suas mãos ou pezinhos.


Outro ponto fundamental: a altura entre o estrado e a lateral do berço tem de ser, no mínimo, 60 centímetros, para evitar que o bebê pule para fora do berço quando estiver um pouco maior e mais esperto.


Partes destacáveis ou pontiagudas como as quinas do berço também não são bem-vindas (prefira os modelos com quinas arredondadas). E atenção às rodinhas: se forem quatro (uma para cada pé do berço), é obrigatório um sistema de travamento em duas delas para garantir estabilidade.



2 comentários:

Lele disse...

Que luxo, hien?
Vou guardar essa dica!!!
Bjss

Vanessa disse...

eu tambem! amei a dica!

 

Umbigo Especial > DESIGN BY DATA ESPECIAL.COM.BR