segunda-feira, 12 de maio de 2008

Campanha Incentivo ao Parto Normal

Vou colocar aqui um texto do Ministério da Saúde para reflexão de todas. O tema não deveria ser, mas acaba sendo polêmico. Leiam, pensem a respeito e depois dou minha opinião.

Campanha Incentivo ao Parto Normal


O Ministério da Saúde lançou a Campanha Incentivo ao Parto Normal. A cesariana já representa 43% dos partos realizados no Brasil no setor público e no privado. Nos planos de saúde, esse percentual é ainda maior, chegando a 80%. Já no Sistema Único de Saúde, as cesáreas somam 26% do total de partos. O parto normal é o mais seguro tanto para a mãe quanto para o bebê. De acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde, as cirurgias deveriam corresponder a, no máximo, 15% dos partos.

Por ser uma cirurgia, a cesariana somente é indicada para os casos que tragam risco para a mãe ou o seu bebê. Quando realizada sem que exista uma indicação médica precisa, aumentam os riscos de complicações e de morte para a mulher e para o recém-nascido.

Não é raro que as cesarianas sejam agendadas antes de a mulher entrar em trabalho de parto. Estudos demonstram que fetos nascidos entre 36 e 38 semanas, antes do período normal de gestação (40 semanas), têm 120 vezes mais chances de desenvolver problemas respiratórios agudos e, em conseqüência, acabam precisando de internação em unidades de cuidados intermediários ou mesmo UTI Neonatal. Além disso, no parto cirúrgico há uma separação abrupta e precoce entre mãe e filho, num momento primordial para o estabelecimento de vínculo.

Finalmente, as chances de a mulher sofrer uma hemorragia ou infecção no pós-parto também são maiores em caso de cesárea, existindo ainda um risco aumentado de ocorrer problemas em futuras gestações, como a ruptura do útero e o mau posicionamento da placenta.


Fonte: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=28513

3 comentários:

Os anciosos disse...

ADOREI seu blog!
Parabéns pelo bebê!!!

Pâmela disse...

Carol vou ser bem sincera, e sei lá sua opinião e a da maioria... Imagino como deve ser aterrorizante vc imaginar que logo logo pode sofrer um dor tão gde que nem possa imaginar na verdade... Mas nunca achei a cesária uma opção!

Acho tão natural o parto normal, não vejo pq as mulheres ficam medrozas com isso e logo marcam uma cirurgia e preferem enfretar uma possíve (quase certeza) recuperação dolorida e longa, ao invés de levarem uma dolorida agulha na coluna e terem seu bebê com parto normal!
Acompanhei a recuperação da minha mãe na cesária do meu irmão e que coisa dolorida e longa! As mulheres precisam se informar melhor sobre isso e serem encorajadas a isso...

Eu sei que é só um querer, mas eu gostaria mto de ter meus filhos de parto natural (sem medicamentos - pq morro de medo daquela agulha -), mas só a situação real é que me dirá se serei capaz de suportar!

Bjos linda!
Pam.

Dona Encrenca disse...

Oi Carol!

Esse lance de cesárea x parto normal sempre causa polêmica.

Eu tive minha 1ª filha d parto qse natural (qse pq não tomei anestesia p/ amenizar as contrações, mas tomei no final para a espsio). E graças a esse parto tinha decidido não ter mais filhos (não vou colocar detalhes mas foi péssimo em td: recuperação, fórceps, clavícula quebrada da minha filha).

Nessa 2ª gestação meu filho vem ao mundo d cesárea devido a uma hepatite descoberta no pré-natal e é claro q estou c/ medo (msm q tivesse q parir pela boca ficaria c/ medo).

Sou a favor da livre escolha da mulher em td: em relação ao parto, a gravidez, a vida desde q se tenha noção dos riscos q os procedimentos implicam.

Bjs!!
Renata

 

Umbigo Especial > DESIGN BY DATA ESPECIAL.COM.BR