terça-feira, 21 de outubro de 2008

Mais uma semana na grande rodoviária

Olá, meninas!!

Desculpem pelo breve sumiço. Acabei emendando visita dos papais, ultra-som, trabalho e mais um dia de molho – de vez em quando grávida precisa passar mal, só pra ficar chique, né? Afff!!

Adorei os comentários sobre o caso da Heloá, que infelizmente acabou como eu imaginei que acabaria. Aliás, quero que vocês entendam que eu não tive raiva dos pais dela. O que me indignou durante toda a semana foi a impressão de que eles simplesmente não existiam. Hoje eu acho que a família da menina preferiu se reservar, em vez de ficar atolada pela imprensa – que por sua vez, já que não conseguia ter acesso, simplesmente deletou a existência de todos eles. Acontece...

No fim das contas, enfim, apareceram mãe, pai, irmãos... Uma família que existia sim, e que ainda conseguiu encerrar a tragédia da forma mais nobre, doando tudo o que foi possível para salvar outras vidas. Isto sim é uma homenagem digna! Aliás, sempre digo à minha família – e se eles esquecerem, por favor, gritem! – pra doarem meu corpo inteiro quando eu morrer, sem pensar duas vezes. O que sobrar, é só cremar e jogar num jardim bem bonito... Só não quero que doem as minhas córneas e esse meu cabelo ruim, porque ninguém merece!!! Hahahahahahaha!!

Toda esta angústia da Heloá, acabou se misturando com a minha ansiedade na semana passada. Mais uma vez eu tive a impressão de que o mundo não passa de uma grande rodoviária. Já falei sobre isso aqui? Acho que não, né?

Sinto isso desde pequena – mais uma das minhas birutices. Toda vez que vou a um enterro, tenho a sensação de que esta vida não passa de uma viagem. Tem sempre gente indo embora, gente chegando, se despedindo, indo buscar, indo levar...

Aí um dia fui assistir a um parto normal. Fiquei bem do ladinho e lembro do exato instante em que a criança veio ao mundo. Naquele momento de silêncio, um milagre sem glamour algum, eu tive a mesma sensação da rodoviária. Tem sempre gente chegando, indo embora, indo buscar, indo levar...

Na semana passada, justamente no momento em que Heloá iniciava sua partida desta grande rodoviária, eu assistia à viagem de outra pessoa, fazendo o caminho contrário. Meu filhotinho vem vindo!!!!!!!!!! Olha como ele até já parece gente?


Juro que eu pensava que este ultra-som seria menos nítido. Achei que veria uma manchinha, daí a médica faria uma marca com o mouse e escreveria: “mão”, “ ”... Hahahahaha!! Que nada! O que nós vimos atônitos foi uma mini-pessoa deitada tranquilamente de pernas pro ar, agitando os bracinhos e curtindo o passeio de barriga, numa nice!! Socoooorro!!!

Entramos na salinha – eu, Preto e minha mãe. Meu pai ficou apavorado do lado de fora e foi içado à força durante o processo pra assistir um pouquinho. E justamente quando ele entrou, parecia que o netinho estava acenando pra ele!

Aliás, netinho ou netinha... A médica não quis entrar no “bolão do sexo” ainda... Droga! Na verdade, todos nós vimos uma bolinha no meio das pernas... Será??? Estou batendo cabeça aqui pra converter o vídeo e postar os melhores momentos – aí vocês vão poder fazer suas apostas também!!!

No mais, ainda não peguei o laudo do exame, mas a médica disse que meu bebê está fofo! E ela tem toda a razão... Engraçado é que eu não chorei NADA, não fiquei nem um pouco abalada quando vi meu bichinho. Aí cheguei em casa, coloquei no computador e passei um tempo olhando, pra ver se chorava, se a ficha caía.

Mas tudo o que eu senti foi uma vontade enorme de tocar aquela pessoinha. De colocar no colo, mexer nas mãozinhas, nos pezinhos... Que coisa louca fabricar uma vida! Sem explicação!!

E que Deus abençoe todos os pedacinhos de vida que a Heloá deixou nesta terra. Aliás, acabei de ver que o Lindembergue – sim, é assim que escreve!!! – foi transferido pra Tremembé. Em breve estará convivendo amigavelmente com Alexandre Nardoni... E quem sabe, nos banhos de sol, eles não saiam juntos pra paquerar a Ana Carolina Jatobá e a Suzanne Von Richthofen...

É... Como eu sempre digo, vamos em frente, que atrás vem gente!!!

Beijos procês!! Boa semana pra todas nós e pros nossos fiótes!

5 comentários:

Dayse disse...

Na sexta feira qdo ocorreu o acontecido eu tava em casa assistindo ao programa do Datena (SOCORRO!!) e menina aquilo me deu uma aflição, um medo e na hora em que falaram que ele tinha atirado nela eu pensei: "Putz, só falta a menina morrer e esse FDP ficar vivo" e infelizmente foi o que aconteceu né... Mas como vc mesma disse a atitude da família foi uma coisa nobre e nos resta torcer para que essas pessoas que receberam um pedacinho dela tenham um vida melhor não é mesmo?
E o castigo desse cara vai vir...
Beijos

Dayse disse...

Sobre a ultra, não quis comentar no mesmo hehehehe
Dá pra ver direitinho mesmo né, eu sou uma negação pra conseguir enchergar alguma coisa nessas ultras, das minhas sobrinhas eu não vi nada hahahaha, mas a sua tá perfeitinha né!!!
Bjokas

Carol Reis de Andrade disse...

Tomara que venha aí uma menininha pra quebrar a hegemonia masculina desse blog!

Andreia disse...

Olá nanda!
Estou visitando uns blogs de futuras Mamães e ficquei surpresa em conhecer alguém com o mesmo tempo gestacional que o meu!!!!
É tudo mágico não é? Também me sinto nas nuvens!!!
Parabéns pelo bebê!

Beijos!!!

Fernanda disse...

Que neném cabeçudo, rs! Vai ser mó CDF que nem papai e mamãe, rs! Deus abençoe vocês, Gutcha. Muitos beijos, muitas saudades, Fê.

 

Umbigo Especial > DESIGN BY DATA ESPECIAL.COM.BR