sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Manual da Grávida Feliz

para ser uma grávida feliz você precisa;

Se sentir segura

As perguntas mais idiotas precisam ser feitas, sem pudor. Faça listas por escrito e leve para sua obstetra. Marque na agenda a data da próxima consulta e toda vez que se lembrar de algo que a incomoda, anote lá. Escreva mesmo, pra não esquecer. Provavelmente, no dia da consulta, você nem fará todas aquelas perguntas e comentários, até porque já conseguiu as respostas - ou aquele assunto não te perturba mais. Mas sair do consultório sem qualquer sombra de dúvida é uma sensação que, definitivamente, não tem preço!

Se sentir amada

E este amor deve começar em você mesma, porque tem momentos em que os nossos hormônios nos fazem ter a certeza absoluta de que ninguém nos ama, ninguém nos quer e ponto final. De uma hora para a outra, dá uma vontade absurda de chorar e a sensação de que somos os seres mais coitadinhos do universo.

Fazer o quê? Cobre! Comece cobrando de si mesma o devido amor que você merece. E se não for suficiente, cobre do marido, do chefe, das amigas - peça colo, carinho e atenção, diga que está carente. Ninguém negará amor a uma grávida, meu bem! Então aproveite esta fase para ser amada plenamente por todos, em vez de se considerar um ser desprezível com uma criança dentro.

Se sentir desejada

A pior coisa que existe é perceber que você não desperta em seu parceiro o mesmo desejo avassalador que despertava antes. Sinto muito, amiga, mas não dá pra subir pelas paredes por causa de uma criatura redonda, que vive besuntada de creme, usando roupas enormes, reclamando da coluna, indo ao banheiro a cada 5 minutos... E ainda tem os seios, que a qualquer momento podem virar fontes murmurantes de puro leite. Ai que medo!!

Para esta nova realidade, existem duas saídas. A mais cômoda é virar pro outro lado e chorar no cantinho, anulando de vez qualquer possibilidade de amor próprio ou resquício de auto-estima. Mas há um outro caminho, mais complicadinho, porém possível.

Em primeiro lugar, experimente rir da sua própria situação. Em segundo, faça o seu parceiro rir também. Brinque com suas formas, com todas as loucuras que passam pela sua cabeça - grávida é um bicho doido. Compartilhe isso!

Fazendo assim, a gente consegue dissipar o "drama" e aproveitar os momentos de desejo quando eles pintam, sem forçar a barra pra manter a mesma assiduidade que existia antes de fabricar essa pessoinha aí. No mais, relaxe e goze quando for possível - e lembre que você não vai ser grávida pro resto da vida (ainda bem!!!).

Se sentir bonita

Parece bem óbvio e todo mundo diz isso o tempo todo. Grávida tem que ser vaidosa, se vestir bem, andar com o peito estufado de orgulho e os cabelos ao vento. Uau! Mas a realidade costuma ser bem outra. Primeiro que a coluna e os formatos não ajudam nada na hora de vestir as roupas. A cada semana você separa umas três mudas que cabiam e não cabem mais. Sandálias bonitas, só se forem mega-confortáveis - e geralmente é difícil encontrar uma que reúna estes dois atributos...

Aquela pele de pêssego que você achou que teria pode ter se transformado num abacaxi cheio de espinhas inflamadas - e nem dá pra passar um creme anti-acne pra melhorar um pouco. Aliás, às vezes nem maquiagem rola, porque o calorão faz tudo parecer uma máscara de cera depois de meia hora.

E o cabelo? Sedoso e volumoso? Não, querida! Cai aos tufos e não sabe o que quer da vida, principalmente se você é das minhas e vivia a poder de tinta e formol. Em pouco mais de 5 meses o cabelo se torna uma massaroca híbrida, com várias cores, cachos rebeldes que não existiam e um monte de fiapos brancos que você nem sabia que tinha!

Afff!! Quantos percalços!!! Mas tem que ter um jeito de ficar bonita, né? Bom, pelo menos tem jeito de ficar diferente - de chamar a atenção para atributos que a gravidez não vai alterar em você. O cabelo tá ruim? Invista num corte louco, que você sempre pensou em fazer mas nunca teve coragem. Faça as suas sobrancelhas de um jeito lindo, bem caprichado. Já que agora você "bebe" hidratante, aproveite pra manter seus cotovelos, joelhos, mãos e pés sempre lindos, cuidados e bem sedosos! Abuse das bijus e acessórios bem diferentes e joviais. Mude a cor daquele seu batonzinho cor-de-boca - que tal apelar pro vermelhão, hein? Ande sempre cheirosa - depois que o bb nascer, você vai ter que se privar dos perfumes por um tempo!! E os peitões? Em vez de ficar que nem eu, se lamentando porque comprou um sutiã 46, capriche nos decotes que fazem o contorno do seu colo. E ainda valorize com um colar bem bonito. Todo mundo olha!!!

Ah! E tem o principal: dedique-se ao seu sorriso - e isso não vale só para a parte dos cuidados. Estou falando em sorrir mesmo. Sorria pro espelho, pro marido, pro cachorro, pras pessoas na rua... Não existe feiúra que resista a um sorriso aberto!!

Se sentir leve

Deixei esta por último, porque eu mesma estou aprendendo que uma grávida pode, sim, se sentir bem leve!! Durante os primeiros meses, até que a minha alimentação estava bem completa e regradinha. Mas assim como muitas coleguinhas, eu também levava ao pé da letra aquela história de que é preciso ter prazer na gravidez. Não podemos nos privar das nossas vontades, puxa! Afinal, estamos em um estado delicado emocionalmente e não vai fazer mal nenhum se a gente comer aquilo que deseja - mesmo que "aquilo" seja um potão de sorvete meia hora antes de ir dormir, ou uma bacia de macarrão com almôndegas no domingo a tarde... Ai que delícia!

Muito lindo isso, mas pouco prático. Eu não tenho mesmo tendência a engordar, então nem passei do limite de peso. Mas vinha me sentindo cansada, indisposta, quadradona... Grávida demais pro meu gosto.

Mês passado descobri que não era só isso. A glicose estava alta e a partir de então eu precisaria fazer dieta mesmo. Nada de prazeres e escapulidas. Claro que fiquei apavorada da SIlva... Será que eu ía conseguir? A custo de muita fome e sofrimento? Nada disso, amigas. Estou sobrevivendo sem açúcar, quase sem carboidratos... E sem a menor saudade de nada disso!

Em duas semanas eu desinchei quase três quilos, voltei a ter cintura, perdi aqueles pneuzinhos que já tinha antes mesmo de engravidar, minha coluna dói menos, minha disposição está renovada, tenho fôlego pra fazer de tudo - vantagens que valem ouro quando estamos carregando um barrigão desses.

Eu não quero levantar bandeira nem servir de mãe-modelo pra ninguém. Mas procurem dar uma importância real à dieta durante a gravidez. Como diz o ditado, vontade é uma coisa que dá e passa. Acreditem nisso quando virem aquela bomba de chocolate piscando da vitrine... Pensem no gostinho maravilhoso que ela tem - e fiquem satisfeitas com isso.

Pode parecer tortura chinesa, mas os benefícios são inúmeros - e não é só pra saúde. Se sentir mais leve faz com que a gente se sinta também mais segura, mais amada, mais desejada e muito mais bonita - ou seja, feliz demais!!! :o)

***************************
PS: Depois de escrever tudo isso, acho que nem preciso dizer que meu pré-natal foi um sucesso avassalador, né? Peso lindo, glicose sob controle, bebê enorme e se mexendo, pressão baixinha... A médica só faltou me dar uma placa de condecoração hahahahahaha!!

Mas teve outras coisas muito legais. O Tiago está de cabeça pra baixo!! A GO foi apalpando e colocou minhas mãos bem na cabecinha dele!! Eu segurei a cabeça do meu filho pela primeira vez!!

E mais ainda. Ela examinou meus Parmalats... Temos colostro bonitinho saindo dos dois!! Que feliiiiz!!!

Bom fim de semana pra todos!!!!
Saúde e felicidade sempre!!

3 comentários:

O mundo da Dani disse...

amiga adorei seu blog, e esse ultimo post então maravilhoso... é bem assim mesmo...

o quartinho do seu bebe ta um amor, temos os gostos parecidos né amiga...

sempre vou dar uma passadinha por aqui.... bjus bjus

Sarinha disse...

Oi Nanda
Muito realista o seu texto
Ai me senti péssima quanto a alimentação. To comendo tudo que vejo pela frente e sei que vou tomar bronca
Preciso realmente ficar mais consciente viu !!

Parabéns por estar fazendo tudo tão certinho e pelo filhote estar lindo rs

BJs

Sarinha disse...

Oi Nanda
Muito realista o seu texto
Ai me senti péssima quanto a alimentação. To comendo tudo que vejo pela frente e sei que vou tomar bronca
Preciso realmente ficar mais consciente viu !!

Parabéns por estar fazendo tudo tão certinho e pelo filhote estar lindo rs

BJs

 

Umbigo Especial > DESIGN BY DATA ESPECIAL.COM.BR