terça-feira, 6 de janeiro de 2009

TELA AZUL...

Ontem eu estava escrevendo aqui quando meu computador resolveu dar tela azul. Deu pau. Aliás, acho que eu e ele estamos sintonizados... ontem eu também dei pau – parei o sistema, tranquei o HD e chorei até dormir. Tela azul.

Há dias eu andava querendo escrever um post sobre as coisas que me irritam na gravidez. Lembro de ter lido meses atrás as queixas das minhas colegas aqui no Umbigo, desesperadas para se ver livres do barrigão nos últimos dois meses antes do parto. O que me assusta é que eu estou só com 5 meses... E se começar a reclamar, já vai dar uma bela lista!!

Claro que a gente vai levando com bom humor. É preciso rir de si mesma, do corpo que parece uma melancia, das dificuldades pra fazer coisas simples, dos pontapés que vão ficando mais fortes a cada dia... Ontem mesmo passei mal de tanto rir com o comentário da minha querida amiga Flavinha, que está na reta final aguardando seu Pedro – vale à pena ler, meninas! Está bem aí no post anterior!

Mas quando chegou a hora de dormir eu não conseguia nem me ajeitar na cama. Minha coluna travou de vez e doía demais da conta. A bexiga estava cheia, não havia posição... E eu fui percebendo que não consigo mais controlar meu próprio corpo... Pensei em alongamento, em pedir massagem, em fazer um charme – mas a vontade mais forte era mesmo a de chorar que nem criança, fazer uma bela birra pra descongestionar a minha cabeça de tantas preocupações e irritações.

Não bastasse toda a responsabilidade que ter um filho representa, ainda temos que passar por tantos incômodos pra isso – será que é justo? Será que compensa? Naquela hora não compensava nada. Eu era apenas uma pessoa inchada, cheia de espinhas, com dificuldade extrema de locomoção e muita vontade de ir ao banheiro... Que bosta!

Juro que eu queria fazer um post engraçado sobre as minhas queixas gravídicas – pois na maior parte do tempo eu encaro tudo isso fazendo piada. Mas de uma hora pra outra ficamos assim, só conseguindo ver o lado horroroso das coisas. Fazer o quê? Devem ser os hormônios, né? Ai! Mais uma coisa pra reclamar – deixa eu fazer logo uma lista básica pra tentar simplificar.

**** NINGUÈM MERECE ****
AS 10 MAIORES CHATICES DE ESTAR GRÀVIDA

1 – Coluna – valorize a sua enquanto é tempo. Por causa da minha coluna eu não consigo mais fazer metade das coisas que eu fazia. Arrumar a casa representa passar a noite seguinte em claro com dores horríveis na lombar. Dar uma namoradinha então... é um exercício de exímia paciência – como se eu fosse de vidro...

2 – Roupas – sabe aqueles vestidões enoooormes, que você nunca usava, estavam lá esquecidos no armário e você pensou que na gravidez eles seriam sua salvação? Esquece. Já estão parecendo roupa de Barbie.
E aquelas roupinhas carérrimas que você comprou na loja de gestantes e a vendedora garantiu que serviriam até a hora de ir pra maternidade... No quinto mês eu já perdi a metade. Tem coisas que eu só usei uma vez e na segunda tentativa já não fechavam mais.
Mais estranho ainda é não saber mais comprar roupas pra si mesma. Lá nos EUA eu entrei num K-Mart e comecei a olhar aqueles sutiãs de americana peituda, bem forradinhos. Achei que seria bom ter um para este período e escolhi o tamanho perfeito. Quando mostrei pro marido, ele disse: “não vai caber.”. Como assim? Eu já estava achando aquilo imenso!! Voltamos juntos pra arara e ele mesmo escolheu outro tamanho – cada peito parece uma bandana... – e não é que coube perfeitamente em mim? Aliás, passado o trauma de olhar aquele monte de pano na gaveta, é o mais confortável que eu tenho hoje em dia!

3 – Corpo - É um sapo? É um melão? Não! É você mesma, fia! De vez em quando a gente não sabe se ri ou se chora quando olha no espelho. Vamos combinar: não é fácil aceitar uma mudança tão radical na silhueta, sem contar as espinhas, o cabelo... Aff!

4 – Xixi – já paguei cada mico por causa da vontade incontrolável e repentina que dá na gente... Antes de ficar grávida eu não entendia muito bem este sintoma e por que as meninas reclamavam tanto disso. Acontece que a vontade de grávida é diferente das outras. Quando você tem uma bexiga de tamanho normal, a vontade vem aos poucos, vai ficando mais forte e aí o cérebro entende que é hora de levantar e ir ao banheiro. Mas quando a sua bexiga está menor do que uma ameixa preta, de uma hora pra outra é como se você nunca tivesse ido ao banheiro na vida. Em cinco minutos começa tudo a doer e qualquer movimento brusco significa pipi nas calças. Surreal!!

5 – Cansaço – ontem saí pela rua pra resolver uma penca de coisas. Na primeira quadra eu tive que parar pra respirar, porque meu coração parecia um tamborim desgovernado. O fato é que eu sempre andei muito e faço tudo a pé, mas ainda preciso me acostumar com a nova velocidade que meu corpo impõe. Aliás, quase perdi o horário do banco ontem, porque o meu tempo de percurso dobrou! Credo...

6 – Métodos alternativos – o ser humano é capaz de umas adaptações incríveis. Eu estou vivenciando algumas delas agora, principalmente quando se trata de me vestir e calçar. Enfiar calcinha de pé, sem apoiar em nada? Não rola. Pra calçar qualquer coisa preciso me sentar e cruzar a perna na lateral. O mais difícil é quando preciso amarrar o tênis ou afivelar uma sandália. De uma hora pra outra, movimentos que você fazia sem pensar precisam ser todos friamente calculados (que nem os do Chapolim Colorado hehehehehe!!). Outro dia precisei de ajuda pra sair da piscina na casa dos meus pais... Que bosta!!

7 – Fome – preciso confessar: eu já era boa de boca antes de engravidar. Mas agora pareço mais um dependente químico com crise de abstinência. Tem dias em que fico rondando a geladeira, sem saber exatamente o que eu quero comer – e comendo um pouquinho de tudo até descobrir...

8 – Sono e insônia – acho que a natureza está me preparando para passar noites em claro. Tenho insônias insolúveis à noite e sonos incontroláveis nas horas mais loucas do dia. Eu que já era do tipo que sai da área de cobertura quando o sono bate - agora é como se tivessem me dado calmante. Dia desses, no meio da viagem, precisávamos acordar para pegar um trem e eu simplesmente não conseguia sair da cama. Depois de muitas tentativas frustradas, marido apelou total – me puxou pelas pernas e me colocou em pé, no meio do quarto. Ninguém merece!!!!

9 – Pendurada no cabide – tem dias em que esta seria a única posição confortável para (tentar) dormir ou fazer outras coisinhas. De bruços não dá, de barriga pra cima é estranho, do lado direito não pode, pois comprime a circulação... De vez em quando bate aquela vontade de dormir de qualquer jeito, me espreguiçar, espremer a barriga e me entortar toda na cama. Aí a coluna diz: “Oi! Estou aqui!”...

10 – TPU – Tensão pré-ultrassom – sempre que se aproxima o dia de um novo ultrassom, eu começo a ficar irritada, chorona, com raiva da gravidez e de todos os sintomas. Foi assim das outras vezes e agora está ainda pior, pois já vamos para 24 semanas e faz 2 meses que vi este carinha pela última vez.
E como Freud explica tudo, já me explicou que isto não passa de uma espécie de defesa. Como estou morrendo de medo de encontrar algo errado com meu filhote aqui dentro, fico com birra dele, tentando desprezar tudo o que se refere à gravidez. Não olho as roupinhas, nem entro no quarto, finjo que não é comigo...

Mas eu sei que basta olhar aquele bichinho lá na tela, se mexendo todo - basta ouvir a médica dizendo que está tudo ótimo com ele – pra todos os itens desta lista virarem fumaça, como se não tivessem a menor importância!!

Depois do ultrassom, se Deus quiser, eu voltarei a ser uma grávida feliz... E aí venho aqui fazer uma lista das dez melhores coisas da gravidez!!!!

Vai entender? Devem ser os hormônios mesmo... Hahahahahaha!!!

Beijos e muita saúde pra todas nós neste comecinho de ano!!!

3 comentários:

Mãe Polenta disse...

Oi! Prazer conhecê-la!

Eu discordo em tudo o que vc escreveu! (bom, pelo menos por enquanto...)
Minhas gestações foram bem diferente disso que vc relata!

Coluna - estou pãdre agora, mas na gestação ficou excelente!

Roupas - não tive problemas e comprei 2 blusas e 2 calças durante a gravidez.

Corpo - AMEI tudo! Fiquei linda e gostosa! Nenhum momento deixei de me reconhecer!

Xixi - NÂO tive esse problema tb.
Aumentei de 3 pra 4 no horário de trabalho, mas acho que deveu-se ao aumento de água que bebia...
por que à noite não mudou nada.

Cansaço - Não senti

Métodos alternativos - foi tão natural que nem percebi nada do que vc falou...

Fome - sempre fui boa de garfo

Sono e insônia - não lembro de problemas com isso... talvez, talvez no iniciozinho...

Pendurada no cabide - hein? heheheh Dormi bem graças a Deus! hhehe (não que Ele esteja de cisma com vc tá?)

TPU - Fiz tantos que nem tive ansiedade... a cada 10, 15 dias estava fazendo...
(ou tive? É... pra concordar com vc em alguma coisa, vou dizer... ultrassom é legal... mas antes de ouvir os "normal", "ótimo", "tudo bem" sola uma apreensão!

Bom, é isso!
(vou dar uma conferida aqui pra conhecê-la melhor! )

Um abraço,
Polenta

Priscilla disse...

Nossa, nanda! Não fique assim! hauauhahu Lembre-se sempre que existem outras grávidas como nós, caindo pro lado toda vez que tentamos colocar a calcinha sem apoio, ou girando pela cama tentando descobrir uma posição permitida e que não nos faça acordar sem sentir mais uma das pernas... É realmente um saco se olhar no espelho e não conseguir achar nada muito sexy. Eu mesma comprei várias lingeries para me sentir menos imensa e patética, mas com esse barrigão... O importante é nos sentirmos com um serzinho tão, mas tão lindo dentro de nós, que tudo bem se ficarmos um pouquinho menos lindas... Saco esse tal de instinto materno, não?
Mas pense pelo lado positivo da imagem: enquanto invejamos a Fernanda Lima com seu corpitcho magro e sexy depois de ter colocado dois fofinhos no mundo, um moooooonte de mulheres nos olha pelos restaurantes, pelos supermercados, pelos shoppings, com o sonho de, um dia, poderem passar pela experiência de gerar uma outra vida. Fala sério...9 meses...nós somos muito sortudas! Isso sim! =) p.s. vc já se olhou no espelho com a meia-calça de suave compressão para gestantes? Eu me senti um peru de natal. Minha perna ficou fina por causa daquele aperto e meu barrigão, como sempre, imenso!
É ótimo para dar boas risadas!

Sarinha disse...

Ai que post bom
Embora não pareça foi sim engraçado
Pior de tudo do ítem 1 ao 10 me identifiquei com todas e e alguns mais do que deveria
Também não vejo a horaaaaa de segurar meu filhote nos braços e todos esses incomodos sumirem
Eu estava com saudades dos seus posts e agora vou colocar minha leitura em dia

Beijokas

Sara

 

Umbigo Especial > DESIGN BY DATA ESPECIAL.COM.BR